Tiradentes – fotografia inclusiva

O terceiro festival de fotografia em Tiradentes, trouxe um tema importante para os que vivem a margem da mídia, como eu.
A exposição do fotografo Gustavo Lacerda com pessoas albinas, me encantou!!!

 Palestras mostram a diversidade de olhares.

 Um passeio noturno pelas ruas.

No dia seguinte fui ver o ensaio Albinos, uma das mais instigantes séries de retratos.

 Pare, olhe, escute!!
A exposição ficava no Espaço Raizes, depois da linha da Maria fumaça.

 Piuiiii….. piuiii

 “Retratos que em um primeiro momento causam certo estranhamento e desconforto, mas que ganham intensidade graças a direção de cena de Gustavo Lacerda…

 ….Um assunto delicado, mas tratado com muito respeito e dignidade”

 …”O albinismo me roubou o sonho de casar, como um homem poderia gostar de alguém diferente como eu?…
…casar de branco?” (Dizia um relato de uma das moças)

 “Albinos determina um caminho alternativo e inteligente para a fotografia brasileira e mostra como são inesgotáveis as possibilidades de trazer à cena personagens que vivem a margem da mídia”.

Mais uma importante ação para inclusão das diferenças.

Anúncios